Páginas

22.9.13

Feira de S. Mateus.Viseu


20.9.13

*le praxe:


Eu como veterana a praxar pela primeira vez. Os aluviões pareceram-me simpáticos e de espírito aberto para a faina, portanto esperemos que corra tudo bem! Espero ficar menos nervosa nas próximas e não sei... acho que com o tempo hei-de ganhar mais experiência. Agora o meu corpo é que ainda hoje se sente como se um camião lhe tivesse passado por cima! O traje é super pesado, enfiei o anzol do casaco na mão, os sapatos fizeram-me feridas que passadas 24h ainda deitam sangue e doem só de mexer o pé... Enfim, vamos lá ver como corre na próxima. 

18.9.13

Desabafo:

Apetece-me chorar. Detesto que a minha personalidade tenha mudado tão rápido. Que tudo o que sempre fui tenha voltado ao de cima tão rápido! O primeiro ano da universidade foi tão bom, estava tão bem com a minha nova maneira de ser positiva e alegre, sociável e confiante. Apaixonei-me e foi tudo à vida. Odeio ser tão influenciável... agarrar-me demasiado às pessoas e desiludir-me. Odeio pensar demasiado nas coisas, misturar o sonho com a realidade de tal forma que só me sinto a cair na escuridão quando na verdade as coisas não são como eu as interpretei na minha cabeça. Odeio pensar que os amigos que fiz no primeiro ano podem achar-me cada vez mais irritante e começarem a fartar-se cada vez mais. Odeio não me sentir capaz de fazer novas amizades porque já não consigo sair deste lado deprimido outra vez! E depois todas as circunstâncias da minha vida actualmente só me deixam cada vez mais em baixo. Deixa-me desmotivada sentir que a única pessoa que ainda me compreende e ajuda está a passar por uma doença tão grave que a pode levar à morte, que a minha família não ande a passar pela melhor das fases... Estou mesmo cansada de mim, mas de tal forma que sinto que já nada vai conseguir mudar outra vez! Sinto que tive a minha oportunidade de mudar, mudei e, à primeira dificuldade, voltei para o lado negro e depressivo de mim.

16.9.13

Das cenas...

A univ ainda agora começou e já tenho carradas de cenas em cima... Essays para ler, livros em inglês com mais de 100 páginas (um quase de 400) para ler, um calhamaço em espanhol para ler também, fichas disto e daquilo... E para além disto tudo ainda tenho reuniões da C.F. e cenas de praxes para preparar... Amanhã vou andar o dia todo trajada e vou morrer, já sei que sim!

A minha reacção assim que alguém inicia uma frase:"olha tens que fazer...":


14.9.13

Today I Feel Like...

The sadness I feel is like an ocean. I'm lost and, sooner or later, I'll die in it.

11.9.13

Poppy :(

God, nem acredito que vim para Aveiro e deixei o meu bem mais precioso em O.H.!!! Felizmente sexta já lá volto! Foi tudo tão rápido, tão à pressa para voltar... um carrito para 4 pessoas e um cão e ainda bagagem de duas pessoas... E diga-se de passagem que eu é praticamente como mudar de casa! Ficou imensa coisa para trás, mas ter lá deixado o Poppy deixou-me em baixo. Eu nem um casaco trouxe, posso passar frio mas pensar que não tenho o único elo de ligação, a única recordação da P.FP faz-me sentir estúpida e fraca.
Tenho um torcicolo há quatro dias... os comprimidos e a pomada pouco fazem e a agitação e stress só dão cabo de mim!
Amanhã é o primeiro dia de aulas e estou um bocado ansiosa. Quero ver o pessoal e matar saudades deles, quero até ter aulas, mas tenho medo de quando voltar a ver o R. Estou com curiosidade em conhecer os aluviões. Enfim, corra como correr... depois logo actualizo aqui o blog, que ultimamente não tem tido grande uso...

Olá Aveiro!


"Cause I've got some questions about the world I know | And about the difference between real and show"

6.9.13

A Emma

17 de Novembro de 2011
06 de Setembro de 2013
está enorme!!! Já tive que lhe tirar os arbustos decorativos do aquário senão ela saía para fora! Nota-se imenso como a carapaça se modificou! E antes ela conseguia apoiar-se bem nas patas e levantar a carapaça, agora está pesada e arrasta a parte de trás a maior parte do tempo... Nunca pensei gostar tanto de uma tartaruga... Só de pensar que há dois anos atrás, antes de a ter, até tinha medo e não tinha coragem de tocar numa porque me intimidavam com os olhos e parecia que me iam morder a qualquer momento! No domingo já voltamos as duas para Aveiro, ela é uma boa companheira de casa... Sabe bem ter um animal de estimação perto de nós, seja ele qual for!